FAQ

Perguntas mais frequentes

O paladar e o olfato do felino estão intimamente ligados. Ele sente muito melhor o cheiro se também o sentir pela boca.

Cães e gatos machos marcam o território com urina. É uma herança dos ancestrais selvagens que deixavam o seu cheiro para afastar outros machos do seu território pois estes representam perigo para os seus filhotes e disputam alimentos no território. Cachorros levantam a perna para fazer xixi mais alto e, assim, demarcar um espaço maior.

Filhotes fazem isso com as patas enquanto mamam na mãe, para estimular a saída do leite. Quando adultos, alguns não perdem o hábito e fazem o mesmo conosco.

É uma forma de comunicação da matilha. É como se ele “respondesse” ao latido.

Cães selvagens abatem presas grandes e roem para aproveitar toda a carne, absorver cálcio e limpar os dentes. Já os gatos caçam animais pequenos, com ossos fáceis de quebrar. Cães de estimação que passam o dia roendo por puro tédio podem perder os dentes! Ofereça ossinhos de couro, que são bem macios.

Há várias teorias. Uma delas diz que o som é provocado pela vibração das cordas vocais, quando o gato está feliz. Mas sabe-se que, além do prazer, ele costuma ligar o “motorzinho” quando sente dor ou está angustiado. O gato pode ronronar também para mostrar submissão.

Gato tem medo de animais maiores. Ao se deparar com um cão desconhecido, costuma se comportar como uma presa perfeita: caminha agachado, se move devagar e sai correndo de repente, atiçando o instinto predador do cão. Mas os dois convivem numa boa se forem criados juntos. Não são inimigos naturais.

Por carinho,e também para ficarmos impregnados com o cheiro deles. Para o gato, o que tem o seu cheiro, lhe pertence. É como se falasse: “você é meu !”.

Depende. O gato aprende por observação e é capaz de abrir janelas e portas de fácil manuseio apenas prestando atenção em como fazemos. Um cão treinado consegue fazer o mesmo e também outras coisa.

Não odeia: o que ele detesta é perder o controle da situação ao ser agarrado e ensaboado na marra. Gato. Ao banhá-lo, vá devagar, molhe-o aos poucos e com delicadeza.